Nova Andradina - MS Busca
CAMPO GRANDE

Alunos da turma de professora acusada de abuso sexual passarão por psicólogo

O caso segue sendo investigado pela DEPCA e a suspeita deve ser ouvida nos próximos dias

17:03 - 13 maio 2022 | Por JD1 NOTÍCIAS

Depois de as denúncias de abuso contra crianças de 3 e 4 anos na Escola Escola Particular de Educação Infantil Mon Pétit, envolvendo uma professora, a instituição realizou uma nova reunião na tarde desta sexta-feira (13), com os pais para falar sobre as medidas adotadas para impedir novos casos. Todas as crianças da turma da suspeita irão passar por atendimento psicológico.

De acordo com as informações passadas ao JD1 Notícias por uma mãe, que preferiu não se identificar, as crianças que faziam parte da turma da acusada, vão receber atendimento psicossocial. “Independente de a criança ter contado se sofreu algum abuso ou não, todas elas vão passar por um psicólogo. Porque caso tenha algum trauma isso já seja tratado e identificado da maneira correta”, disse.

Ela contou ainda à reportagem do JD1 que a instituição irá adotar algumas medidas para evitar novos casos.

“Agora eles vão deixar uma professora responsável pelo banheiro. Uma outra pessoa vai ficar circulando pelo pátio e disseram que vão aumentar o número de câmeras dentro da escola, pra tentar evitar que mais alguma criança sofra abuso”, finalizou.

Acusações

Desde a segunda-feira (9), pais têm procurado a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) para denunciar que seus filhos têm sofrido abuso sexual e agressões dentro da Escola Escola Particular de Educação Infantil Mon Pétit. Ao todo, cinco boletins de ocorrência já foram registrados.

O caso ganhou notoriedade na manhã de ontem em Campo Grande, após novas denuncias surgirem. Conforme os relatos, os familiares perceberam comportamentos estranhos nas crianças, como falta de vontade de ir para a escola, dor na genitália e outros sinais que apontavam abuso.

As investigações seguem na DEPCA e a professora deve ser ouvida pela delegada responsável pelo caso nos próximos dias.