Nova Andradina - MS Busca
ECONOMIA

Mesmo com reajuste, gasolina não passa dos R$ 5

Conta pra gente, no posto que costuma abastecer, estão cobrando quanto?

15:34 - 28 jan 2021 | Por JD1 NOTÍCIAS

No dia 18 de janeiro a Petrobras anunciou que a preço da gasolina subiu em 8%. Na terça-feira (26), foi anunciado mais um reajuste, dessa vez de 5%, ao todo o combustível já teve aumento de 13,4% somente no primeiro mês deste ano, mas mesmo assim, o preço da gasolina para o consumidor final não deve passar dos R$ 5 por litro.

Segundo a estatal, “o preço médio de gasolina da Petrobras para as distribuidoras passa a ser de R$ 2,08 por litro, refletindo um aumento médio de R$ 0,10 por litro”. Ao fim de 2020, o valor da gasolina era de R$ 1,83. “O preço médio do diesel, por sua vez, passará a ser de R$ 2,12 por litro, refletindo um aumento médio de R$ 0,09 por litro”, informou.

A empresa explicou que “os preços praticados têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

O diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos (Sinpetro-MS), Edson Lazarotto, conversou com o JD1 Notícias nesta quinta-feira (28), para contar como deve funcionar o aumento do preço da gasolina no Estado.

Segundo Lazarotto, se os postos fossem repassar esse aumento ao consumidor, ficaria em torno dos R$ 0,24 centavos. “Isso não ocorre nos postos pois existe uma concorrência muito grande e o preço é total liberdade de cada um, cada um faz o preço dentro das estruturas e condições.”, comenta sobre ser decisão de cada gestor repassar o aumento ou não.

Edson disse que como é recente o aumento, deve-se esperar para ver o que acontece nas bombas de combustíveis. “Esse valor deveria incidir nas bombas. Temos que aguardar para ver se aumenta, temos vários preços, a vista, crédito, tem cliente que paga mensalmente, são valores diversificados. Não deve passar dos R$ 5, a medida que a gasolina vai acabando e os postos vão comprando eles já estão comprando com o preço atualizado, ai olham na planilha pra ver se passam na totalidade, na metade, ai é cada um estuda a sua situação.”, comenta.

A reportagem ligou em cincos postos de gasolina de diferentes regiões da cidade e em quatro deles o preço já estava atualizado, ficando entre R$ 4,96 e R$ 4,99. Apenas um ainda não fez o reajuste e está em 4,64, ainda sem previsão de aumento.