Nova Andradina - MS Busca
MS

MS registra segundo maior número de casos de Covid-19 em um só dia: 1.033 e mais 11 mortes

O estado atingiu 27.678 pessoas infectadas com o novo coronavírus.

14:56 - 04 ago 2020 | Por G1 MS/ Post: Igor Mendonça

Foto: Reprodução

Mato Grosso do Sul registrou nesta terça-feira (4) o segundo maior número de casos de Covid-19 em apenas um dia, 1.033, segundo o boletim epidemiológico da secretaria estadual de Saúde (SES). O estado atingiu 27.678 pessoas infectadas com o novo coronavírus.

A SES confirmou mais 11 mortes pela doença. O total de óbitos do estado chegou a 432, sendo 30 somente no mês de agosto.

As mortes confirmadas nesta terça-feira são de moradores de sete cidades: Campo Grande (2), Aquidauana (2), Corumbá (2), Três Lagoas (2), Coxim (1), Anastácio (1) e Porto Murtinho (1).

Dos casos de Covid-19 confirmados no novo boletim, 51,30%, o equivalente a 530 são de Campo Grande. A capital chegou aos 11.213 registros da doença, o que representa 40,5% do total do estado.

Das pessoas que se infectaram com o novo coronavírus em Mato Grosso do Sul, 5.855 são consideradas casos ativos, sendo que 5.374 estão em isolamento domiciliar e 418 estão internadas, das quais 198 em unidades de terapia intensiva (UTI’s).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso do Sul é nesta terça, de 57%. Campo Grande, com 91% e Corumbá, com 78%, tem índices mais altos.

Em contrapartida, o percentual de pessoas que se infectaram com a doença e estão recuperados atingiu 77,2%, o que representa 21.391 casos.

A SES aponta que o estado ainda tem 6.498 casos suspeitos, sendo 2.326 que estão na fila do Laboratório Central (Lacen), em Campo Grande e 4.172 que estão sem encerramento pelos municípios. Desde o início da pandemia o estado realizou 122.269 testes para a detecção da Covid-19.

A secretária estadual adjunta de Saúde, Christinne Maymonne, fez um alerta nesta terça-feira, de que os municípios que já tiveram surtos da doença e conseguiram controlá-los precisam ter muitos cuidados no relaxamento de medidas restritivas para evitar que ocorram uma nova disseminação de casos.